• Gabriela Bittencourt

Bloqueio Atmosférico na América do Sul

Bloqueios atmosféricos são caracterizados por sistemas de alta pressão, onde uma massa de ar seca e quente predomina durante sua atuação. Confira mais detalhes sobre esse fenômeno a seguir.


Modelo GFS
Modelo GFS com temperatura do ar em 2 metros. Rodada das 06 UTC do dia 19/07/2022 válida até dia 22/07/2022 às 18 UTC.

Os bloqueios atmosféricos são sistemas meteorológicos caracterizados por um período com tempo seco e quente além do normal, com pouca umidade no ar e sem a ocorrência de precipitação. A previsão e identificação desses sistemas é importante para diferentes setores como hídrico, agricultura e também energético.


Em latitudes médias a circulação atmosférica é caracterizada pela presença de um fluxo com ventos fortes em altas altitudes soprando de oeste para leste, que são conhecidos como jatos de altos níveis. Eles são responsáveis ​​pelo movimento de sistemas sinóticos para leste, como as frentes frias, e os anticiclones.



Quando essa circulação padrão, de oeste para leste, encontra um anticiclone, geralmente em torno de 45°S, interrompe a progressão desses sistemas para leste, formando uma condição de bloqueio na atmosfera.


jato
Bifurcação do escoamento zonal que ocorre nos Jatos de Altos Níveis na presença de um bloqueio.

A presença deste bloqueio faz com que o escoamento zonal em altos níveis (jato de altos níveis) se divida em dois ramos, rompendo o padrão do escoamento zonal (direção oeste/leste) modificando o movimento dos sistemas sinóticos atuantes, fazendo com que ou eles diminuam sua intensidade ou se desviem para nordeste ou sudeste.


Esse padrão caracterizado como bloqueio atmosférico pode atuar por vários dias, caracterizando um anticiclone anômalo persistente, que se posiciona na porção mais a sul da posição climatológica dos anticiclones, "estacionando" sobre determinada região.



O bloqueio atmosférico pode se configurar de três formas diferentes em médios e altos níveis da atmosfera, os mais comuns são:

  • Tipo Dipolo: é um anticiclone de grande amplitude acompanhado de um ciclone no lado equatorial, há um desvio dos jatos para o sul e para norte;

  • Tipo Ômega: é identificado um anticiclone entre dois ciclones. O escoamento dos jatos se desvia para sul, formando a letra Ômega invertida;

  • Bloqueio formado por um anticiclone ou crista estacionária de grande amplitude. Os jatos e sistemas sinóticos se desviam para latitudes mais altas (mais a sul).

Durante a atuação dos bloqueios atmosféricos o tempo muito seco e quente é o que caracteriza e marca esse sistema durante suas atividades. O avanço de sistemas frontais fica confinado em regiões ao norte e ao Sul do bloqueio.



A quebra desses bloqueios geralmente ocorrem com a aproximação de uma intensa frente fria capaz de desestabilizar esse bloqueio fazendo com que os sistemas avancem. Os bloqueios se formam em qualquer época do ano, mas, na América do Sul, são mais frequentes durante o inverno, outono e na primavera, sendo menos frequentes no verão.


Um exemplo recente de bloqueio atmosférico no Brasil foi um bloqueio que se estabeleceu durante o verão de 2014 sobre o Sudeste brasileiro. Foi um dos episódios mais marcantes, configurando uma das piores crises hídricas da região Sudeste, inibindo a formação da zona de convergência, que é responsável pela formação de chuva em parte do Brasil durante o período chuvoso, que ocorre durante o verão no HS.


Como ficam as temperaturas no Brasil, durante a atuação dos bloqueios atmosféricos?


A porção central do Brasil geralmente é a que mais sofre com a ocorrência de bloqueios atmosféricos. Neste inverno de 2022 a região Centro-Oeste vem sofrendo com temperaturas muito altas e tempo muito seco, por dias consecutivos. Relacionado a isso o período de seca que ocorre de Maio a Setembro, aumenta o número de focos de incêndio no Brasil, que de acordo com os dados, vem aumento a cada ano.


Temperatura do ar a 2 metros.
Modelo GFS com temperatura do ar a 2 metros. Rodada das 06 UTC do dia 19/07/2022 válida até dia 27/07/2022 às 00 UTC.

Para os próximos dias a atuação desse bloqueio atmosférico deve seguir influenciando a condição de tempo no Centro-Oeste do Brasil. A temperaturas devem seguir altas para a estação em todo o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, interior do estado de São Paulo, Minas Gerais, interior da Bahia, e toda parte Norte do País. Em alguns pontos as máximas devem ficar em torno de 39ºC, e de acordo com os modelos numéricos esse calor deve aumentar e os termômetros devem marcar 40ºC em pontos do MT e MS em pleno inverno.



As frentes frias que avançam pelo sul do Brasil, seguem confinadas na região Sul não avançando para o norte, e com isso segue o tempo estável, quente e seco na parte central do Brasil, pelo menos até o fim do mês de Julho.