• Paulo Vitor

A guerra na Ucrânia e o aumento da radiação em Chernobyl: possíveis consequências

A agência nuclear ucraniana relatou o aumento da radiação em Chernobyl, que foi tomada pelas tropas russas na tarde desta quinta-feira (24). Quais as consequências deste ato?

RADIAÇÃO CHERNOBYL ATAQUE RÚSSIA
Usina de Chernobyl após o acidente nuclear em 26 de abril de 1986

Na madrugada de quinta-feira (24) no Brasil, a Rússia iniciou uma invasão ao território ucraniano. No processo de avanço sobre o país vizinho, as tropas russas tomaram posse da então antiga usina nuclear de Chernobyl, nas proximidades de Pripyat. Além da tomada do espaço físico, os soldados russos fizeram reféns os funcionários que trabalham no local. A tomada do local ocorreu sem a morte de soldados ou com danificação das estruturas presentes.

---- Continua após a publicidade ----

----

Após a tomada da usina, foi detectada um aumento dos níveis de radiação na área de Chernobyl. Isso se deve ao fato do levantamento de sedimentos contaminados, como por exemplo o levantamento de poeiras radioativas pela passagem das tropas e veículos russos na área. Apesar do aumento, vale ressaltar que os níveis de radiação ainda se encontram dentro dos limites toleráveis. Os níveis da radiação não foram informados pela agência nuclear da Ucrânia.


PRIPYAT RADIAÇÃO CHERNOBYL
Imagem de satélite da área das proximidades da usina de Chernobyl, as margens do rio Pripyat. Observa-se a presença de veículos russos no local.

O Ministério da Defesa da Rússia comunicou que apesar da tomada do local, os russos estão em cooperação com os funcionários da usina para que mantenham o funcionamento regular das instalações. Sem a devida manutenção, os resíduos nucleares podem apresentar problemas para as localidades próximas, como aumentar mais os níveis de radiação.


Um possível papel de Chernobyl na guerra


Mas não somente a radiação emitida pela usina é algo preocupante. A Ucrânia fez parte da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a URSS, ela teve sua independência em 1991. Durante o período em que fez parte da ex-URSS, a Ucrânia possuía o 3° maior arsenal nuclear do mundo, com 1.900 ogivas nucleares.


---- Continua após a publicidade ----

----


A instalação da usina ainda possui alguns materiais nucleares que podem ser usados. Assim, as tomadas destes materiais pelos russos têm duplo papel: aumentar seu próprio arsenal nuclear e também debilitar mais ainda a Ucrânia, desarticulando uma possível defesa contra os russos.


Quais as consequências da exposição à radiação?


Os impactos causados pela exposição à radiação são diversos e prejudiciais à saúde humana, podendo levar a morte. Em pequenas doses, a radiação não leva perigos ao corpo humano, estamos sempre expostos a pequenas doses de radiação em nosso cotidiano. Quando realizamos exames de tomografia ou uma mamografia estamos sendo expostos a radiação, em níveis baixos e com pouca periodicidade.



Quanto maior a exposição a radiação, ou doses elevadas de radiação, maior será os malefícios causados ao corpo. Em doses elevadas, as pessoas expostas podem sofrer náuseas, vômitos, tonturas e o desenvolvimento de câncer. Para medir quantidade de radiação que o corpo pode absorver é utilizada a unidade de medida chamada Sievert. Um sievert equivale a 1.000 milisieverts.


Segundo a Agência de Proteção Ambiental dos EUA, estes são alguns dos danos causados pela radiação no corpo humano:

  • Exposição a entre 50 e 100 milisieverts: mudanças na composição do sangue.

  • 500: náusea que se manifesta em questão de horas.

  • 700: vômitos.

  • 750: queda de cabelos que se manifesta em entre 2 a 3 semanas.

  • 900: diarreia.

  • 1.000: hemorragia.

  • 4.000: possível morte no prazo de dois meses, se a vítima não receber tratamento.

  • 10.000: destruição da parede intestinal interna, hemorragia interna e morte em entre 1 e 2 semanas.

  • 20.000: danos ao sistema nervoso central, perda de consciência em questão de minutos e morte no prazo de horas ou dias.


O acidente em Chernobyl


Em 1986 após falhas humanas e descumprimento de protocolos de segurança, o reator 4 da usina explodiu e lançou poeira radioativa por grande parte da Europa, gerou a expulsão das pessoas que moravam ao redor da usina e matou diretamente 30 pessoas. Em 2006 ONG Greenpeace calculou que 100 mil pessoas morreram em função da radiação. A área deve ficar inabitável pelos humanos por pelo menos 24 mil anos.


ACIDENTE CHERNOBYL GUERRA UCRÂNIA
A cidade de Pripyat abandonada após o acidente nuclear e a necessária retirada das pessoas. Atualmente, a cidade recebe turistas interessados no tema.