• Gabriela Bittencourt

A primeira frente fria do outono vem aí!

O fim de semana deve ser marcado pela chegada de uma frente fria em parte do centro-Sul do Brasil. Essa frente fria deve vir acompanhada da primeira massa de ar polar do outono de 2022 fazendo com que as temperaturas diminuam.


Modelo ECMWF e GFS, com anomalia de temperatura.
Rodada do modelo ECMWF para anomalia de temperatura em 850 hPa, iniciada às 06 UTC do dia 17/03/22 válida até as 00 UTC de segunda-feira dia 21/03/22. Anomalias negativas estão em tons de azul e roxo, e anomalias positivas de temperatura em cores mais quentes como vermelho e laranja.

Na próxima sexta-feira (19) a chegada de uma frente fria pelo Sul do Brasil deve ser marcada pelo avanço de uma massa de ar polar, a primeira a ser registrada no outono de 2022, que tem início no próximo domingo (20).


---- Continua após a publicidade ----

----

A frente fria que começa a avançar pelo Brasil na sexta (19) vai trazer uma considerável chance de chuvas fortes com vento e temporais mas em pontos isolados avançando nos três estados do Rio Grande do Sul, entre sexta e sábado.


Modelo ECMWF e GFS
Rodadas do modelo ECMWF e GFS iniciando as 00 UTC do dia 17/03/22 com validade até as 00 UTC de domingo (20). O sombreado em verde, amarelo e vermelho é o acumulado de precipitação em 3 horas, a pressão a nível médio do mar é as letras em vermelho, representado em L (baixa pressão) e H (alta pressão), e os pontilhados em vermelho representam a espessura da camada entre 1000 e 500 hPa.

O modelo ECMWF e GFS mostram na figura acima o acumulado de precipitação além dos sistemas de alta e baixa pressão. É possível notar que os modelos divergem com relação a localização desses sistemas, principalmente da alta pressão que acompanha a frente fria logo após a sua passagem.


Nota-se o avanço dessa frente fria pelos estados do sul e sudeste, podendo provocar chuvas intensas e localizadas entre o litoral de SP, RJ e também entre os estados de Mato Grosso, Minas Gerais entre o domingo e a segunda-feira.



Analisando a anomalia de temperatura à 2 metros da superfície, o modelo ECMWF mostra, na última rodada as 00UTC do dia 17 que essa massa de ar polar vai atingir com mais intensidade principalmente a região Sul do Brasil, chegando ao estado de SP mas com pouca intensidade. Por outro lado, o modelo GFS mostra o contrário, apontando que essa massa de ar polar deve chegar até o sul do Espírito Santo.


Modelo ECMWF e GFS
Rodadas do modelo ECMWF e GFS para anomalia de temperatura a 2m, iniciada as 06 UTC do dia 17/03/22 válida até as 00 UTC de segunda-feira dia 21/03/22. Anomalias negativas estão nas cores em tons de azul e roxo, e anomalias positivas de temperatura em cores mais quentes como vermelho e laranja.

O Outono está chegando!


O outono começa neste domingo (20) às 12h33min no horário de Brasília. A estação que marca a transição do verão para o inverno já vai antecipar o clima mais característico que o período reserva. Em 2022 o outono terá características um pouco diferentes para a estação, isso tudo por que o fenômeno La Niña vai continuar ativo até pelo menos o final do inverno.


Em resumo chuvas abaixo do normal em boa parte do centro-Sul do Brasil, e uma condição de umidade acima do normal no restante do país (centro-norte).

Porém o início da estação vai ser marcado por essa intensa frente fria que vai avançar no país já na próxima sexta-feira. Por isso, os primeiros dias da estação vão ser marcados por madrugadas e início do dia com temperaturas mais amenas.


Temperatura do ar em 850 hPa.
Rodadas do modelo ECMWF e GFS iniciada as 00 UTC do dia 17 válida até às 00 UTC do domingo (20). Os campos apresentam temperatura do ar em 850 hPa, temperatura em ºC em tons de azul e verde, positiva em vermelho e laranja. Campos de pressão em azul (H) representando alta pressão, e em vermelho (L) baixa pressão. Isotermas em branco, mostrando direção do vento.

Apesar dessa divergência entre os modelos numéricos, a primeira massa de ar polar da estação deve avançar pelo país e vai ajudar a aliviar o calorão que tem feito nas últimas semanas, principalmente na região Sudeste.