• Raquel Pereira

Algo inesperado é descoberto em Marte

O objeto foi descoberto pelo Robô Perseverance, o qual tem como missão principal procurar vida microbiana passada em Marte, além de caracterizar o clima do Planeta Vermelho e a sua geologia.


Marte
Material encontrado pelo robô Perseverance em Marte. Fonte: NASA.

O objeto encontrado é um pedaço de cobertor térmico que os cientistas acreditam ter caído no momento em que a missão pousou no planeta, em fevereiro de 2021. O pedaço brilhante de alumínio faz parte de uma manta térmica usada para proteger o robô e controlar as temperaturas.


O inusitado disso, segundo a Nasa, é o fato de que o material foi encontrado a cerca de 2km de distância do local de pouso do Perseverance.


"Esse pedaço pousou aqui depois do impacto, ou foi levado pelo vento?", questiona a Nasa.

Marte tem uma atmosfera fina composta principalmente de dióxido de carbono, argônio, nitrogênio e uma pequena quantidade de oxigênio. Os ventos em fortes tempestades de areia no planeta podem provocar rajadas de mais de 90 km/h.





O Perseverance está no planeta como parte do Programa de Exploração de Marte da NASA. A missão do programa busca entender o desenvolvimento do planeta e os processos que moldaram a superfície marciana ao longo dos anos, além de avaliar a possibilidade de que, em algum momento da história, seres vivos tivessem existido ali.




O robô pousou em Marte em fevereiro de 2021 e está explorando a cratera de Jezero, local onde um lago existiu há 3,9 bilhões de anos, além de procurar por microfósseis nas rochas e solos.


O equipamento faz parte de um projeto que custou US$ 2,7 bilhões e é planejado há 20 anos. O rover pesa cerca de uma tonelada e tem mais de dois metros de altura.





Durante seus primeiros duzentos dias na Cratera Jezero, o rover viu algumas das atividades de poeira mais intensas já testemunhadas por uma missão enviada à superfície do Planeta Vermelho. O rover não apenas detectou centenas de redemoinhos de poeira, mas Perseverance capturou o primeiro vídeo já registrado de rajadas de vento levantando uma enorme nuvem de poeira marciana.


Esta série de imagens de uma câmera de navegação a bordo do rover Perseverance da NASA mostra uma rajada de vento varrendo poeira pela planície marciana em 18 de junho de 2021. Fonte: NASA.

Embora o vento e a poeira sejam predominantes em Marte, o que os pesquisadores estão descobrindo parece diferenciar Jezero.


"A Cratera Jezero pode estar em uma das fontes mais ativas de poeira do planeta".

Esta maior atividade pode estar ligada ao fato de a cratera estar perto de uma "trilha de tempestade de poeira" que corre de norte a sul em todo o planeta, muitas vezes levantando poeira durante a temporada de tempestades de poeira.


A maior atividade em Jezero pode ser devido a fatores como a rugosidade de sua superfície, o que pode facilitar o levantamento de poeira pelo vento.