• Paulo Vitor

O que causou a chuva forte na cidade de Petrópolis (RJ)?

A chuva forte nesta tarde de terça-feira (15) causou enxurradas, deslizamentos de terra, prejuízos no comércio local e infelizmente 34 mortes. Entenda como ocorreram as enxurradas, os deslizamentos de terra e o que causou a forte chuva.

CHUVAS RJ TRAGÉDIA PETRÓPOLIS
Enxurrada toma conta de algumas ruas e avenidas de Petrópolis na tarde de terça-feira (15) e causou muitas mortes e estragos.

Na tarde desta terça-feira, 15 de fevereiro de 2022 uma forte chuva atingiu a cidade de Petrópolis, distante 66 km da cidade do Rio de Janeiro e localizada na região Serrana do Rio de Janeiro. Segundo o CEMADEN a chuva forte totalizou 147 mm no posto pluviométrico de Independência, na cidade de Petrópolis. Em mais 2 pontos da cidade a chuva superou os 100 mm.



Esse elevado quantitativo de chuva em apenas 4 horas acabou saturando o solo, que passou a não absorver a água das chuvas. Cerca de 61,86 mm se precipitou em apenas 1 hora, quando uma chuva supera os 40 mm em 1 hora o evento de chuva é classificado como forte. A chuva forte junto com as grandes áreas impermeabilizadas por ruas, avenidas e construções acabou por elevar o escoamento superficial e causou as enxurradas que levaram muitos prejuízos aos moradores e comércio.



Uma enxurrada é um escoamento da água de forma rápida sobre a superfície da terra. Essa enxurrada arrastou carros, motos, pessoas, invadiu o comércio e causou muitos prejuízos e transtornos para os moradores locais. Infelizmente a enxurrada também foi responsável pela morte de pessoas na cidade.

As mortes causadas pelos soterramentos foram causadas pelos movimentos de massa (deslizamentos de terra). Um movimento de massa é a remobilização (movimentação) de materiais da encosta para um ponto mais baixo, no caso de Petrópolis, a remobilização foi causada pelo excesso de chuva e ocorreu de forma rápida, causando mortes e destruição de casas. Esse excesso de chuva tornou o solo "mais pesado" na encosta.



O solo se movimenta encosta abaixo como uma forma de aliviar o "peso" sobre ele. E em muitos casos esse movimento é rápido. Se há construções no local, como casas ou qualquer forma de comércio elas são destruídas de maneira rápida. Cerca de 80 casas foram destruídas pelos deslizamentos de terra.


Entenda o que causou a chuva forte em Petrópolis


A chuva forte em Petrópolis foi causada pela passagem de uma frente fria pelo litoral do Rio de Janeiro. A frente fria organizou áreas de instabilidade em áreas do estado do Rio de Janeiro. Essas nuvens carregadas possuíam expressivo desenvolvimento vertical. Nuvens com expressivo desenvolvimento vertical estão relacionadas com ar instável e com ocorrência de chuvas fortes, ventos, raios, granizo, etc.


Carta sinótica em superfície da Marinha do Brasil para o dia 15 de fevereiro as 12Z. A linha azul representa o posicionamento da frente fria passando próximo do estado do Rio de Janeiro. Adaptado.

A imagem de satélite indica área de instabilidade sobre a cidade de Petrópolis nesta tarde. O radar meteorológico de Pico do Couto captou a ocorrência de chuva forte na cidade de Petrópolis. Em 2011 a cidade de Petrópolis também foi atingida pelas chuvas responsáveis pela morte de mais de 900 pessoas.


A área preta circulada mostra as áreas de instabilidade ativas no estado do Rio de Janeiro as 19 horas UTC. Essas áreas de instabilidade estão associadas a passagem da frente fria. Fonte: editado, DSA/CPTEC.

O corpo de Bombeiros já foi acionado e atua na cidade. O órgão atua na busca por desaparecidos e mortos. Algumas escolas estão recebendo desabrigados. A prefeitura decretou estado de calamidade pública. A Defesa Civil decretou estágio de crise.


Imagem do radar de Pico do Couto as 19 UTC indicando chuva forte (cor vermelha) sobre a cidade de Petrópolis. Fonte: REDEMET.