• Tempo e Clima Brasil

Chuva intensa causa enchentes no Sul

Cidades enfrentam problemas com as chuvas desde o último domingo.

CHUVA SEVERA
As cidades de Benedito Novo e Timbó, no Vale do Itajaí, já registram pontos de alagamento e enchente. Confira como está a situação em cada uma delas abaixo.

Enchentes já atingem Benedito Novo, Rio dos Cedros e Timbó, cidades do Médio Vale do Itajaí, na manhã desta quinta-feira (21). O problema é causado pelas chuvas intensas que caem sobre a região desde o último domingo. Timbó e Benedito Novo já registram desabrigados e a previsão é de que o nível do Rio Benedito — que corta as duas cidades — siga em elevação durante o dia.


Duas regiões são as que mais preocupam a Defesa Civil: a Central e o Alto Benedito — neste segundo uma creche já foi aberta para prestar auxílio à comunidade. Outros pontos mais ao interior do município também estão em alerta. Por volta das 12h o acesso da cidade à Doutor Pedrinho foi interditado devido ao alagamento.

A nova medição do nível do Rio Benedito, feita às 12h, indicava que a água já começava a diminuir. O medidor apontava 5,10 metros, número menor do que o registrado às 9h.


Enchente em Rio dos Cedros

O nível do Rido dos Cedros chegou a 6,26 às 11h15min. Para haver pontos inundados são necessários 6,02 metros, por isso a cidade já está em situação de enchente. Cerca de 15 deslizamentos e quedas de árvore também aconteceram. Às 13h o nível do rio alcançou os 6,39 metros.

Uma casa da comunidade Rio Herta foi atingida pelo escorregamento nesta madrugada, mas a família já havia sido levada a um abrigo provisório nesta quarta-feira (20), no salão da capela local.

Mais de cinco ruas já estão alagadas e casas começam a ser atingidas. As quedas de barreiras em vias já foram removidas, exceto no Alto Cedro, em um ponto considerado de risco para desobstrução neste momento.


Enchente em Timbó

Em Timbó, o mesmo rio também causa estragos e provoca uma enchente. Na cidade, a última medição feita às 11h52min mostrava que o nível do rio atingia a marca de 7,18 metros. Na cidade, as primeiras casas já são atingidas com 6,40 metros. Às 13h, a régua que mede o rio já marcava 7,33 metros.

Até as 10h, o bairro Imigrantes era o mais atingido pelas águas. 10 ruas da cidade já registram pontos de alagamento. Apesar de já haver registro de residências atingidas, a Defesa Civil ainda não confirmou o número total.


Um abrigo foi disponibilizado na Rua Blumenau, em um galpão do Samae. A prefeitura e a Defesa Civil, junto com o Comitê de Crise montado para ajudar nas situações de alagamento, pedem para que quem tenha caminhões que possam ajudar na retirada dos pertences das famílias entre em contato.