• Paulo Vitor

Como era o Brasil durante a Era do Gelo?

A Era do Gelo foi um período de resfriamento global e intermitente que ocorreu durante todo o período Pleistocênico, cerca de 1,7 milhão de anos até 10 mil anos antes do presente. Quais os impactos desse resfriamento nas terras do que viria a se chamar Brasil milhares de anos depois?



Atualmente, vivenciamos o período geológico denominado Holoceno. O Holoceno é o período de tempo dos últimos 12-10 mil anos atrás até os dias atuais, suas características mais marcantes é o aquecimento do planeta que finalizou a última glaciação e a organização dos agrupamentos humanos na sociedade em que vivemos hoje. Nos dias de hoje, o Brasil holocênico apresenta altas temperaturas em seu território, chuvas abundantes (exceto no semiárido) vegetações diversas com grande porte e grande diversidade de fauna.


---- Continua após a publicidade ----

----


O período Pleistoceno que antecede o jovem Holoceno é marcado pela ocorrência de glaciações generalizadas sob Europa, Estados Unidos, Canadá, nas Cordilheiras dos Andes, Himalaias, Alpes e o Planalto do Tibete, estas marcas tão intrínsecas que alguns pesquisadores usam o período Pleistoceno como sinônimo de Idade do Gelo ou A Era do Gelo. Essas glaciações foram causadas pela redução generalizada da temperatura do planeta.

Atualmente são reconhecidos 5 grandes eventos de glaciação durante o Pleistoceno, sendo elas em ordem cronológica: Donau (primeiro), Günz (segundo), Mindel (terceiro), Riss (quarto) e Würm (quinta).

Apesar da documentação destas 5 grandes glaciações, outras menores também já foram identificadas. Entre duas glaciações ocorria um período de aquecimento denominado interglacial.


Se olhássemos para a terra durante um desses eventos de glaciação, poderíamos ver diversas áreas brancas devido as camadas de gelo semelhantes as da imagem.

Mas, usemos nossa imaginação e vamos supor a seguinte premissa: Você é um viajante no tempo e voltou ao período do pleistoceno no Brasil, você voltou ao período da Era do Gelo. Além dos climas mais frios, que relevos, animais e florestas você encontraria?



Com o aprisionamento da água em forma de gelo, o mar recuou diversos metros abaixo do nível observado hoje. Isso possibilitou alterações nas dinâmicas erosivas dos rios, por exemplo. Quando os rios atingiriam o mar em suas fozes, passaram a erodir estas áreas, visto que o continente se tornou mais espesso, criando espécies de cânions. Hoje estes cânions encontram-se submersos pelo avanço do mar. Durante a Era do Gelo, nossos rios desaguavam em áreas diferentes das atuais.



Era do Gelo BRASIL
Quem vai a capital sergipana e visita a foz do rio Vaza-Barris está em um testemunho da Era do Gelo no Brasil, essa feição do relevo é um testemunho deste período. A água do mar que invade a terra mostra o antigo canal que foi submerso pelas águas.

Também durante a última glaciação (Würm), especificamente 21 mil anos atrás, a então Mata Atlântica era muito maior que a área dos dias de hoje. Apesar do frio, pesquisadores da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo) chegaram a esta conclusão, algumas espécies desaparecem, e outras ocuparam também as áreas da plataforma continental exposta pelo recuo do mar.


A Era do Gelo também é marcada pela existência de uma fauna diferenciada da atual, a então e extinta megafauna, eternizada pelos filmes filme "A Era do Gelo" e em seus fósseis. A megafauna leva esse nome porque os animais apresentavam grande porte em relação a fauna atual.



No Brasil, existiam os Tigre-dente-de-sabre; Preguiça-gigante, Litopternos, Tatus-Gigantes, Proboscídeos (este último se assemelhavam aos elefantes) como exemplo. Esses animais vieram da América do Norte para o Brasil após a formação do Ístimo do Panamá em um evento de imigração denominado de GIBA (Grande Intercâmbio Biótico Americano).


Comparativo de um tatú da época da megafauna e um humano.

Com o clima frio, as alterações na flora e a caça predatória por humanos atuando em conjunto, essa fauna foi extinta e novas pesquisas estão sendo realizadas para apurar qual a colaboração de cada um desses fatores.