• Tempo e Clima Brasil

2020 foi o segundo ano mais quente da história

Atualizado: 8 de fev. de 2021

É oficial: 2020 foi o segundo ano mais quente já registrado para o planeta, derrubando 2019 para o terceiro ano mais quente, de acordo com uma análise feita por cientistas da NOAA.

O ano de 2020 foi marcado por eventos extremos e a quebra de diversos recordes meteorológicos.

A temperatura média da superfície terrestre e oceânica em todo o globo em 2020 foi 0,98ºC acima da média - apenas 0,02ºC mais fria do que o recorde de 2016. O Hemisfério Norte viu seu ano mais quente já registrado, 1,28ºC) acima da média do século XX.


Os sete anos mais quentes desde que começaram os registros ocorreram desde 2014, com 10 dos anos mais quentes ocorrendo desde 2005. Foi também o 44º ano consecutivo da Terra com temperaturas globais da terra e do oceano, pelo menos nominalmente, acima da média do século 20, de acordo com cientistas dos Centros Nacionais de Informação Ambiental da NOAA.



Outras organizações científicas

Cientistas da NASA, que conduziram uma análise separada, mas semelhante, determinaram que 2020 empata com 2016 como o ano mais quente já registrado, compartilhando o primeiro lugar.


Cientistas da Copernicusoffsite também apontaram 2020 como o ano mais quente já registrado, enquanto o Met Office do Reino Unido classificou 2020 como o segundo ano mais quente já registrado.


O estado do gelo marinho

A extensão (cobertura) média anual do gelo marinho do Ártico em 2020 foi de aproximadamente 3,93 milhões de milhas quadradas e empata 2016 para a menor já registrada. As cinco menores extensões anuais do Ártico ocorreram nos últimos cinco anos (2016-20).


A extensão anual do gelo marinho da Antártica foi próxima à média de 4,44 milhões de milhas quadradas.


Descobertas adicionais da NOAA

  • Ciclones tropicais globais em 2020 empataram um recorde: um total de 103 tempestades nomeadas ocorreram em todo o mundo em 2020, batendo o número recorde visto em 2018. O Atlântico Norte desempenhou um papel invulgarmente grande na atividade global em 2020, respondendo por cerca de 30% da energia global acumulada de ciclones (ACE) e tempestades nomeadas - que é mais do que o dobro de sua participação normal.


  • Os oceanos estavam excepcionalmente quentes: a temperatura global anual da superfície do mar em 2020 foi a terceira mais alta já registrada, a 0,76 ºC acima da média do século 20 - apenas 2016 e 2019 foram mais quentes. As temperaturas recordes da superfície do mar foram observadas em partes dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico.


  • O hemisfério norte viu uma cobertura de neve esparsa: a cobertura de neve anual média do hemisfério norte em 2020 foi de 9,31 milhões de milhas quadradas. Esta foi a quarta menor cobertura de neve anual no recorde de 1967–2020.


  • Dezembro de 2020: a temperatura média do mês passado em toda a superfície global da terra e do oceano foi de 0,78 ºC acima da média do século 20, tornando-se o oitavo mês de dezembro mais quente no recorde de 1880-2020.