• Davi Moura

Fim de semana com frente fria no Sul e temporais no Centro-Norte

Atualizado: 10 de fev.

O calor retornou para a região Sul do Brasil, mas por tempo bem limitado. Uma frente fria deve avançar pela região nas próximas horas trazendo chuvas expressivas e o retorno das temperaturas amenas ao longo do fim de semana. Já no Centro-Oeste, partes do Sudeste, Norte e Nordeste, a expectativa é de um fim de semana chuvoso.


frente fria
Fim de semana deve ser marcado por mais uma massa de ar frio no Sul do país e chuvas no Centro-Norte.

Após a tarde quente desta quinta-feira (3) em parte do Sul do país, o fim de semana deve ser marcado pela passagem de uma frente fria que novamente deve provocar uma diminuição nas temperaturas principalmente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.


Antes da chegada do sistema frontal, partes da região Sul devem registrar temporais entre a noite desta quinta-feira (3) e ao longo da sexta-feira (4) devido a presença de um cavado alimentado pelos Jatos de Baixos Níveis e a Instabilidade Termodinâmica que auxiliam na formação de nuvens de tempestade. Esse cavado deve atuar principalmente no oeste do Rio grande do Sul, oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná. Também há expectativa que o sul do Mato grosso do Sul seja afetado pelo sistema.



A frente fria deve começar a entrar no Rio grande do Sul ao longo da sexta-feira (3) alcançando Santa Catarina e o Paraná no próximo sábado (4). Após a entrada do sistema frontal, a massa de ar frio deve chegar. A expectativa é que a sensação de alívio nas temperaturas cheguem a partir da tarde do Sábado no Rio Grande do Sul e ao longo do Domingo em Santa Catarina e o Paraná.


Fora da região Sul, três fatores devem dominar durante o fim de semana no Centro-Norte do Brasil: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) no litoral norte; a Instabilidade Termodinâmica em partes das regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste; e um cavado sobre partes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.


tempo agora
Previsão do modelo GFS para Precipitação, Pressão ao Nível Médio do Mar, Espessura da Camada e Vento na baixa troposfera. Nota-se o avanço da frente fria pelo Sul do País ao longo do fim de semana, as chuvas relacionadas a instabilidade termodinâmica na porção central do país, a atuação da ZCIT no litoral norte e as chuvas sobre MG e ES devido a um cavado invertido.

A ZCIT deve atuar no litoral do Amapá, Pará, Maranhão, Piauí e partes do litoral do Ceará ao longo do fim de semana mantendo o tempo instável e provocando chuvas. A medida que o outono se aproxima, a ZCIT lentamente se desloca cada vez mais em direção ao litoral norte nordestino.


Já a Instabilidade Termodinâmica deve persistir sobre a região Norte, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e partes do oeste de Minas Gerais, oeste de São Paulo e norte do Mato Grosso do Sul. A Instabilidade Termodinâmica significa que há muito calor e umidade na baixa troposfera. Isso gera perturbações que forçam o ar quente e úmido a ascender e gerar nuvens de chuva.



No centro-leste de Minas Gerais, Rio de Janeiro e o Espírito Santo, um cavado invertido e o alto teor de água precipitável devem ser os responsáveis por provocarem chuvas ao longo deste fim de semana.


tempo amanhã
Mapa da previsão do modelo GFS para a anomalia de água precipitável válido para Sexta-feira (4) às 1800 UTC. O grande volume de água precipitável na costa leste brasileira de auxiliar na produção de nuvens de chuva.

Além dos três fatores citados nos parágrafos anteriores, outro item pode ser importante para a costa leste brasileira (incluindo partes do Espírito Santo, Bahia e extremo leste de Minas Gerais): a presença de um Vórtice Ciclônico em Altos Níveis (VCAN) que está ativo sobre o Oceano Atlântico Sul (~ 18ºS 33ºW). Apesar da distância da costa Brasileira, ainda sim pode favorecer a atividade convectiva em suas bordas já que o sistema deve se deslocar de leste para oeste em direção ao continente ao longo dos próximos dias.


vórtice ciclônico de altos níveis
Previsão do modelo GFS na alta troposfera para altura geopotencial, vento e anomalia da velocidade do vento.

Acumulado de chuva


Os maiores acumulados de chuva do Fim de semana devem ocorrer na divisa entre o Amazonas e o Pará e no centro-leste do estado de Minas Gerais, com valores de 168mm e 142mm, respectivamente. O litoral norte, entre o Amapá e o Maranhão, também deve registrar valores expressivos em torno dos 135 mm ao longo do fim de semana.


previsão de chuva
Acumulado total de chuva previsto pelo modelo GFS 0.25º.