• Davi Moura

Forte anomalia de calor na Antártica neste início de Junho

O inverno astronômico de 2022 está chegando. Porém, ao invés de frio, a Antártica, o continente mais gelado do planeta, deve ter anomalias positivas de temperatura nos próximos dias.


onda de calor perto do inverno na antártica
Mapa de anomalia de temperatura em 850hPa. Modelo ECMWF iniciando em 03/06/2022 às 0000 UTC. Imagem válida para 07/06/2022 às 0000 UTC. Cores avermelhadas indicam temperaturas acima da média climatológica, enquanto cores azuis indicam o inverso.

Entre o fim do mês de maio e o início desse mês de junho de 2022 uma forte onda de frio atingiu o centro sul da América do Sul (Argentina, Paraguai, Uruguai e Sul do Brasil) e a Oceania, provocando a maior onda de frio na Austrália em 54 anos. No caso da América do Sul, a massa de ar frio, de origem polar, saiu da Antártica no dia 26 de maio e até o momento ainda está se deslocando sobre os trópicos (entre o Sul do Brasil e o oceano Atlântico Sul), porém com menor intensidade.



Se entre o fim de maio e início de junho a Antártica enviou frio para os trópicos, agora é a vez da trópicos enviar calor para a Antártica. Uma massa de ar quente deve sair da região tropical do Hemisfério Sul nos próximos dias e atingir o continente mais gelado do planeta. Apesar de ser esperado uma forte anomalia de "calor", ainda sim as temperaturas devem ser gélidas, afinal estamos falando do Polo Sul do planeta.



As anomalias de temperatura em 850 hPa (aproximadamente 1500m de altitude) podem chegar até 18ºC a mais em relação a média climatológica. Já na superfície, as temperaturas previstas à 2 metros devem ficar entre -12º e -7ºC. Para essa época do ano, o "normal" para essa região são temperaturas entre -30ºC e -50ºC.


Previsão para o mês de Junho no Brasil


O mês de junho deve ser marcado por chuvas acima da média no setor norte e costa leste do Nordeste brasileiro seguindo o favorecimento fornecido pela La Niña e pelas altas temperaturas presentes no oceano Atlântico Tropical. O inverso deve ocorrer no cone Sul do Brasil.



Já as temperaturas devem ficar levemente abaixo da média no Sul, extremo norte do Brasil e parte do litoral norte nordestino. Já na porção central do Brasil a expectativa é de anomalias positivas de temperatura. Confira com detalhes no vídeo acima.