• Davi Moura

Inverno com temperaturas acima da média na porção central da América do Sul

Tardes quentes e noites amenas: grande parte da América do Sul tem apresentado temperaturas acima da média climatológica nesse inverno. As exceções são áreas serranas, região Sul e alguns pontos no lado leste do Brasil.


previsão de temperatura
Previsão da temperatura à 2 metros do modelo ECMWF válido para 10/07/2022 às 18UTC.

A América do Sul tem apresentado temperaturas acima da média climatológica em sua porção central desde o início do inverno de 2022. O tempo seco também tem estado presente nas últimas semanas, principalmente no Centro-Oeste do Brasil, onde a estação seca já se estabeleceu e só deve partir entre o início e meados da primavera.



A causa é um bloqueio atmosférico entre a média e a alta troposfera que atua aprisionando o calor próximo da superfície. O bloqueio atua como uma "tampa" impedindo a formação de nuvens e facilitando a entrada da radiação solar. Além do bloqueio, a Oscilação Antártica está em sua fase positiva, o que desfavorece o avanço de massas de ar polar para os trópicos do Hemisfério Sul. O padrão de calor acima da média já era aguardado para esse mês de Julho.



Nos últimos dias, as temperaturas alcançaram valores acima dos 36ºC no Centro-Oeste do Brasil e a previsão do modelo europeu ECMWF indica valores próximos a 40ºC no Paraguai até o próximo fim de semana.



As altas temperaturas ocorrem no período da tarde (entre 13h e 16h) e caem drasticamente no período da noite e nas madrugadas. Essa grande amplitude térmica das últimas semanas está sendo causada pela baixa umidade no ar na porção central da América do Sul.


A umidade atua como um agente termorregulador ajudando a diminuir a amplitude térmica diária. O baixo teor de umidade relativa gera uma espécie de "clima de deserto" com altas temperaturas durante o dia e frio a noite.


Previsão para os próximos dias


A expectativa para os próximos dias é que o atual padrão persista. As altas temperaturas entre o Mato Grosso, Bolívia e Paraguai, devem ser advectadas (transportadas) em direção ao sudeste da América do Sul elevando a anomalia de temperatura por lá.



O Rio Grande do Sul, por exemplo, pode apresentar anomalias de temperatura de até 9ºC acima da média climatológica (contudo, vale ressaltar que ainda sim as máximas não devem ultrapassar os 28ºC no estado gaúcho). Nesta terça-feira (05), uma frente quente atua no sudeste do Rio Grande do Sul, o que deve provocar chuvas e aumento das temperaturas.


tempo amanhã
Previsão do modelo ECMWF para a anomalia de temperatura em 850hPa (~1500m). Imagem válida para 10/07/2022 0900 UTC.

Até o presente momento, não há expectativa de ondas de frio com força de avançar por grande parte do território brasileiro nesta primeira quinzena do mês de julho.