• Raquel Pereira

Já pensou em escutar o som de Marte?

Dois microfones a bordo da espaçonave de seis rodas adicionam uma nova dimensão à forma como os cientistas e engenheiros exploram o Planeta Vermelho.

Ilustração do Perseverance Mars rover da NASA indica a localização de seus dois microfones. Créditos: NASA / JPL-Caltech.

Graças a dois microfones a bordo do rover Perseverance da NASA, a missão registrou quase cinco horas de rajadas de vento marcianas, rodas do rover esmagando cascalho e motores zumbindo enquanto a espaçonave move seu braço. Esses sons permitem que cientistas e engenheiros "experimentem" o Planeta Vermelho de novas maneiras - e todos estão convidados a ouvir.


“É como se você realmente estivesse lá! Os sons marcianos têm fortes vibrações, então, quando você coloca os fones de ouvido, pode realmente sentir. Acho que os microfones serão um recurso importante para a ciência futura de Marte e do sistema solar, disse Baptiste Chide, um cientista planetário que estuda dados dos microfones do L'Institut de Recherche en Astrophysique et Planétologie, na França.”


O Perseverance é o primeiro veículo robótico a gravar o som do Planeta Vermelho e a ser equipado com dois microfones — um fica na lateral do rover e o outro no mastro, para complementar as análises de rochas e da atmosfera realizadas pelo instrumento SuperCam.


O Perseverance da NASA carrega dois microfones de classe comercial, incluindo este em seu mastro. O microfone do mastro faz parte do instrumento SuperCam. Créditos: NASA / JPL-Caltech.

A Era dos Microfones Espaciais


O SuperCam estuda rochas e solo atingindo-os com um laser e, em seguida, analisando o vapor resultante com uma câmera. Como o laser pulsa centenas de vezes por alvo, as oportunidades de capturar o som desses disparos aumentam rapidamente: o microfone já gravou mais de 25.000 disparos de laser. Algumas dessas gravações estão ensinando cientistas sobre as mudanças na atmosfera do planeta. Afinal, o som viaja por meio de vibrações no ar.



O microfone também permite pesquisas sobre como o som se propaga em Marte. Como a atmosfera do planeta é muito menos densa que a da Terra, os cientistas sabiam que sons de alta frequência em particular seriam difíceis de ouvir.



Na verdade, alguns cientistas (sem saber se ouviriam alguma coisa), ficaram surpresos quando o microfone captou o zumbido dos rotores do helicóptero Ingenuity durante seu quarto vôo, em 30 de abril, a uma distância de 80 metros.


“O som em Marte pode ir muito mais longe do que pensávamos. Isso mostra como é importante fazer ciência de campo.”

As informações do áudio do helicóptero permitiram aos pesquisadores eliminar dois dos três modelos desenvolvidos para antecipar como o som se propaga em Marte.