• Raquel Pereira

Onda de calor atípica atinge a Índia e Paquistão

Mais de um bilhão de pessoas na Índia e no Paquistão, enfrentam uma forte onda de calor. Nesta quinta-feira (28), a temperatura em Nova Délhi se aproximava de 46 graus Celsius.

onda de calor
Onda de calor afeta Índia e Paquistão e traz diversas consequências negativas. Fonte: Prensalatina.

Uma onda de calor representa um período de alguns dias com temperaturas máximas maiores à média para a época. As ondas de calor têm um enorme impacto na saúde, na agricultura e na disponibilidade de água, e todos esses fatores estão inter-relacionados de maneiras complexas, além da criação de condições propícias à propagação de incêndios florestais.


As temperaturas máximas para as quais se considera existir uma onda de calor variam muito ao longo do globo terrestre e as situações de calor extremo afetam de forma diferente as populações em cada região.


As temperaturas na Índia estão altas há semanas, com clima seco desde o início da primavera do hemisfério norte. O Departamento Meteorológico da Índia (IMD) declarou que as temperaturas máximas de março foram as mais altas em quase 1.250 anos e que as chuvas estão de um quarto a um terço do normal.



A onda de calor que atualmente atinge a Índia e o Paquistão está causando cortes de eletricidade e escassez de água para milhões de pessoas. No Rajastão, no noroeste da Índia, no oeste de Gujarat e no sul de Andhra Pradesh, cortes de energia foram feitos nas fábricas com a finalidade de reduzir o consumo.


Na Índia, há uma diminuição no abastecimento de água, que se intensificará até as chuvas de monção caírem em junho e julho.

No Paquistão, as temperaturas devem ficar 8 graus acima do normal em algumas partes do país, chegando a 48 graus em certas áreas, segundo a Sociedade Meteorológica do Paquistão. O mês de março foi o mais quente já registrado desde 1961.





Um incêndio atingiu a cidade de Nova Délhi, Índia, decorrente da grande onda de calor que atinge o país. Bombeiros indianos lutavam nesta quinta-feira (28) para apagar o fogo que foi iniciado há três dias em um dos grandes aterros sanitários de Nova Délhi.


onda de calor
Forte onda de calor provoca incêndio na Índia. Crédito: Prakash SINGH / AFP.

Desde 2010, ondas de calor mataram mais de 6.500 pessoas na Índia. Devido às mudanças climáticas elas estão se tornando mais frequentes, e também mais intensas.


No dia 25 de abril de 2022, a temperatura máxima mais alta foi de 45,0°C em Wardha, no estado de Maharashtra, e Barmer, no oeste do Rajastão, teve a temperatura mais alta em 26 de abril com 44,4°C.

As temperaturas previstas para os próximos dias são semelhantes às observadas nas ondas de calor mortíferas que atingiram a Índia e o Paquistão entre maio e junho de 2015, que mataram muitas pessoas. Na época, as temperaturas mais quentes da Índia chegaram a 49,4°C e no Paquistão, cidades atingiram 49°C.