• Davi Moura

Onda de frio: chance de neve e chuva congelada aumentam

As últimas atualizações dos modelos numéricos mostram uma maior chance de precipitações invernais (ex.: chuva congelada e neve) no RS e SC durante a onda de frio que deve chegar no início da segunda metade de maio.


onda de frio
Previsão do modelo europeu ECMWF para a Espessura da Camada (dam | 1000hPa-500hPa). Modelo iniciado em 11/05/2022 às 0000 UTC. Previsão válido para 17/05/2022 às 1200 UTC. Cores azuis indicam uma camada de ar mais comprimida devido as baixas temperaturas.

Entre os dias 16 e 20 de maio, há expectativa de que uma forte onda de frio avance sobre o centro-sul do Brasil e alguns estados da região Norte (provocando o fenômeno conhecido como "friagem").


De acordo com os modelos ECMWF, GFS e CMC, as quedas de temperatura deverão ser expressivas em grande parte do país, favorecendo condições para a ocorrência de geada em praticamente toda a região Sul do Brasil, sul/sudeste de Minas Gerais, Serra da Mantiqueira (entre MG, SP e RJ) e Serra do Mar (no trecho entre o PR e SP).



O vídeo abaixo mostra uma animação do campo da "Espessura da Camada (dam | 1000-500hPa)" durante o período da chegada da onda de frio no Brasil. As cores azuis indicam valores abaixo de 540 decâmetros, o que significa que o ar é comprimido e frio o suficiente para que ocorra a precipitação de neve, desde que outras condições sejam atendidas (Ex.: presença de umidade e de uma atmosfera homogeneamente fria entre a base da nuvem e a superfície da terra).


De acordo com a previsão do modelo europeu ECMWF, o período mais favorável para precipitação de neve e chuva congelada no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina está entre a manhã do dia 17 e a manhã do dia 18 de maio.


Além dos dois estados sulistas, o nordeste da Argentina e o todo o Uruguai possuem condições favoráveis para a ocorrência de precipitações invernais.


Qual a chance de nevar no Sul do Brasil?


As últimas rodadas dos modelos numéricos aumentaram a chance de ocorrência de neve no Sul do Brasil entre os dias 17 e 18 de maio. Os pontos mais favoráveis para a ocorrência de neve são as áreas serranas de Santa Catarina e do Rio grande do Sul, e o extremo sudeste gaúcho. Apesar das condições atmosféricas de ar gélido e dos prognósticos mais favoráveis, ainda sim a chance de neve é relativamente remota no momento (abaixo de 35% de probabilidade).



A precipitação de neve depende de vários fatores, como a condição atmosférica entre a base da nuvem e a superfície da terra, e a presença de aerossóis que permitem a formação dos primeiros cristais de gelo que dão origem aos flocos de neve.



Durante a onda de frio em questão, há uma maior probabilidade de ocorrência de chuva congelada que ocorre quando o floco de neve derrete após precipitar da base da nuvem e congela-se novamente antes de chegar à superfície. Contudo, a chance de neve não é descartada, principalmente em áreas rurais nas serras. Novas atualizações serão emitidas aqui no site do Tempo e Clima Brasil e no canal do YouTube.