• Paulo Vitor

Nuvens de poeira se espalham pela Argentina e Paraguai

Fenômeno foi observado na província de Corrientes na Argentina e no Paraguai. Entenda quais as causas do fenômeno.

NUVEM POEIRA ARGENTINA PARAGUAI
Pluma de poeira avançando sobre Assunção no Paraguai. O estádio em que é possível observar na imagem é o Defensores del Chaco.

Os países do Cone Sul (grupo de países compostos por Paraguai, Argentina, Chile, Uruguai e a região Sul do Brasil) estão sofrendo os efeitos clássicos de uma La Nina. O tempo quente e seco nestes locais proporcionam as condições ideais para incêndios florestais. Esses incêndios florestais já consumiram mais de 800 mil hectares de plantações na província argentina de Corrientes.


---- Contínua após a publicidade ----

----

Essas áreas foram atingidas por fortes ondas de calor e tempo seco desde o mês de dezembro, apesar de algumas chuvas que caíram nos últimos dias, o que ajudou a diminuir a ocorrência de alguns incêndios.

Os incêndios florestais destroem a vegetação, as plantações, a vida silvestre e também prejudicam a economia

Desde o mês de janeiro existe a presença de focos de incêndios sobre a província de Corrientes. Na Argentina, os focos de calor aumentaram de 793 entre janeiro e fevereiro de 2021 para 8.384 no mesmo período para 2022, um aumento de 957% em relação ao ano anterior. Mas qual a relação entre o tempo seco, as altas temperaturas e as plumas de poeira?



As plumas de poeira


A junção destes fatores acaba criando um ambiente muito propício à ocorrência destes eventos: as plumas de poeira. Esse fenômeno se refere ao deslocamento de nuvens compostas por material particulado proporcionada pelo escoamento do vento sobre uma determinada área.


Um cavado (cavado é uma área de baixa pressão alongada, não apresentando a circulação fechada) foi o fenômeno meteorológico que realizou o transporte da poeira e cinza que proporcionou transtornos, medo e certa admiração por parte de alguns. As plumas de de poeira também são chamadas de Haboob.


Haboobs são comuns em áreas áridas do planeta, mas, sobre certas condições, a exemplo das observadas na Argentina e Paraguai, como o tempo quente e seco, além da ocorrência de incêndios, esse fenômeno pode ocorrer nestas áreas.

Na publicação abaixo, é possível observar o deslocamento sentido leste das plumas de poeira, seguindo o deslocamento do cavado. O uso de imagens de satélite é uma interessante ferramenta para acompanhar o local de gênese e deslocamento deste fenômeno.



A ocorrência destas plumas de poeira também causou o cancelamento do jogo entre Sol de América X Olímpia, válida pela 4° rodada do Torneo Apertura. A pluma de poeira chegou até a cidade de Assunção, capital do Paraguai, onde se situa o estádio em que seria realizado o jogo. Além da baixa visibilidade, a exposição e inalação destas plumas de poeira podem causar malefícios a saúde dos jogadores e demais pessoas.



Em 2021, estas plumas de poeiras observadas na Argentina e Paraguai também ocorreram em áreas do estado de São Paulo, nas cidades de Ribeirão Preto e Franca, gerando também certo medo e curiosidade.



Neste caso, as plumas de poeira estiveram relacionadas ao levantamento de ar pela frente de rajada (ar frio e úmido que sopra da tempestade) que ao passar por um solo que estava muito seco levantou poeiras. Apesar disso, a escala espacial, ou seja, a área em que o fenômeno abrangeu foi pequena, já as plumas que ocorreram na Argentina e Paraguai foram muito extensas ao ponto de terem sido observadas via satélites.