• Nicolle Reis

Prêmio Nobel de Física em 2021 vai para pesquisadores do clima

Os vencedores do Prêmio Nobel de Física de 2021 estudaram o papel dos seres humanos nas mudanças climáticas.


Vencedores do Prêmio Nobel de Física 2021. Da esquerda para a direita: Syukuro Manabe (Meteorologista sênior da Universidade de Princeton), Klauss Hasselmann (Oceanógrafo do Instituto de Meteorologia Max Planck) e Giorgio Parisi (Físico da Universidade Sapienza).

Três pesquisadores irão dividir o Prêmio Nobel de Física 2021, o qual foi concedido por contribuições inovadoras para a compreensão de sistemas complexos (caóticos). Os sistemas complexos se caracterizam pela aleatoriedade e desordem, por isso são de difícil compreensão. O prêmio deste ano reconhece novos métodos para descrevê-los matematicamente e prever seu comportamento a longo prazo.



Metade do prêmio será dividido entre Syukuro Manabe e Klaus Hasselmann, que estudaram a modelagem física do clima da Terra, quantificando a variabilidade e prevendo com segurança o aquecimento global. A outra metade pertence a Giorgio Parisi, que descobriu a interação entre a desordem e as flutuações nos sistemas físicos desde escalas atômicas até planetárias.



Qual a contribuição de cada pesquisador?


Um sistema complexo e de extrema importância para a sociedade é o sistema climático terrestre. Syukuro Manabe demonstrou como o aumento dos níveis de dióxido de carbono na atmosfera leva ao aumento da temperatura na superfície da Terra. Seu trabalho gerou os fundamentos para o desenvolvimento dos modelos climáticos atuais.



Klauss Hasselmann criou um modelo que relaciona o tempo e o clima e mostrou que os modelos climáticos podem ser confiáveis apesar do tempo ser um sistema caótico. Além disso, seus métodos têm sido utilizados para provar que o aumento da temperatura na atmosfera é devido às emissões de dióxido de carbono geradas pelo homem.



O treceiro premiado, o cientista Giorgio Parisi descobriu padrões ocultos em materiais complexos e desordenados. Suas descobertas estão entre as contribuições mais importantes para a teoria dos sistemas complexos.


Os pesqisadores tornaram possível a compreesão e a descrição de diversos materiais e fenômenos complexos, não apenas na física, mas também em outras áreas da ciência, como na matemática, biologia, neurociência e machine learnig.


“As descobertas reconhecidas este ano demonstram que o nosso conhecimento sobre o clima está alicerçado em uma base científica sólida, baseada em análises rigorosas das observações.” - Thors Hans Hansson, presidente do Comitê Nobel de Física.

É extremamente difícil prever o comportamento de longo prazo de sistemas complexos, como o clima. Por isso, modelos climáticos que prevêem com confiabilidade como ele responderá às crescentes emissões de gases de efeito estufa são cruciais para a compreensão do aquecimento global como uma emergência planetária.