• Gabriela Bittencourt

Previsão do Tempo para a segunda quinzena de Maio

A segunda quinzena do mês de maio de 2022 vai iniciar com o avanço de uma poderosa massa de ar polar sobre grande parte do centro-sul do Brasil.


Modelo GFS
Modelo GFS com a precipitação acumulada em mm para os próximos 15 dias do mês de Maio.

A segunda quinzena de maio vai ser marcada pela formação de um novo ciclone extratropical que vai trazer consigo uma forte massa de ar polar diminuindo as temperaturas em boa parte do Brasil.


Modelo GFS
Modelo GFS mostrando o campo de pressão a nível médio do mar (alta pressão letras H em azul, baixa pressão letras L em vermelho), e taxa média de precipitação a cada 3 horas. Rodada iniciada às 00 UTC do dia 14/05/2022 válida até às 00 UTC de segunda-feira dia 16/05/2022.

Esse ciclone vai influenciar principalmente regiões litorâneas do sul e sudeste brasileiro e deve agitar o mar nessas regiões. Porém, o que se destaca é o sistema de alta pressão que vai trazer uma forte massa de ar polar na sequência. Já na segunda-feira (16) uma frente fria que vai estar associada ao ciclone extratropical vai se intensificar na costa gaúcha, e uma massa de ar polar associada a esses sistemas vai avançar pelo RS com um declínio nas temperaturas.



No decorrer da semana o frio vai se intensificar, isso por que o ciclone vai estar bem próximo ao continente favorecendo a diminuição da temperatura durante o decorrer dos dias. Devido à esse ciclone no sul do Brasil as rajadas de vento devem ser fortes, além de chuvas com intensidade forte em alguns pontos, principalmente entre o norte e nordeste do RS, sudeste de SC.


O ciclone deve se afastar do RS no decorrer da próxima quinta e sexta-feira (19 e 20), diminuindo as rajadas de vento e as temperaturas seguem uma condição de mínimas durante tarde e noite e mais amenas durante a tarde.


Anomalia de temperatura.
Modelo GFS com anomalia de temperatura à 2 metros. Anomalias negativas de temperatura em roxo/azul, anomalias positivas em vermelho/laranja. Rodada das 00 UTC do dia 14/05/2022 válida até às 00 UTC do dia 19/05/2022.

Regiões do centro-oeste, sudeste e norte devem registrar baixas temperaturas na próximas semanas, além da "friagem" que deve chegar a regiões como Acre e Rondônia.


Influência dos fenômenos La Niña, Oscilação Madden-Julian e Oscilação Antártica


De acordo com as novas atualizações o fenômeno La Niña deve seguir influenciando o regime de chuvas no Brasil. Em boa parte da região Sul as chuvas serão irregulares e devem ser mais persistentes nas regiões Norte e Nordeste do país. A previsão é que o fenômeno siga ativo ainda durante todo o ano de 2022.


Teleconexões
Modelos de previsão para a segunda quinzena de Maio. OMJ, anomalia sazonal da TSM (La Niña) e previsão AAO.

A oscilação Madden-Julian atualmente segue na fase 5. Essa fase favorece anomalias positivas de chuva na parte norte do Brasil, de acordo com a análise do mapa acima.


Para os próximos 15 dias de Maio, a OMJ deve passar pelas fases 6 e 7, e deve seguir para uma fase mais inativa da teleconexão no fim do mês. A figura abaixo mostra como foi o regime de chuvas nos últimos 7 dias, onde houve maiores volumes de chuva na região Norte do Brasil.



A oscilação Antártica (AAO) segue na fase positiva da oscilação desde o dia 10 de Maio, e os modelos indicam que ela deve seguir assim pelo menos o fim do mês de Maio, bloqueando o avanço de sistemas frontais pela região Sul do Brasil.




Em resumo, a segunda quinzena do mês de Maio vai ser marcada pelo avanço dessa intensa massa de ar polar que vai atingir uma ampla área do Brasil, com uma queda acentuada nas temperaturas. Com relação ao regime de chuvas, elas devem ficar mais concentradas na região Norte do Brasil, sob influência do fenômeno La Niña. Já nas regiões do Sul o avanço de novos sistemas frontais vão ficar mais estáveis devido a fase positiva da Oscilação Antártica.