• Paulo Vitor

Quando a temporada de furacões ficará em alta?

A temporada de furacões do Atlântico de 2022 começou em 1° de junho e já houveram tempestades nomeadas que causaram estragos e mortes.


temporada furacões 2022
Ventos e chuvas fortes são as 2 principais características dos furacões.

No fim de maio, um evento meteorológico não recorrente ocorreu no México: um furacão categoria 2 tocou o solo na costa oeste do país. Para o mês de maio, não é tão comum que furacões ocorram nesta região, mas não é impossível. Entre 1971 até 2021, somente 14 furacões ocorreram nesta área em maio. Desses, apenas 2 tocaram o solo em 1971 e 2013. Em 2022, Agatha foi o furacão a mais forte já observado nesta área para maio.


Agatha deixou um rastro de destruição e mortes: estradas, pontes, vilarejos, pontos turísticos, casas, e infelizmente também 11 mortes em Oaxaca. Em sua maioria e como normalmente ocorre, as mortes em furacões não estão associadas aos ventos e sim as chuvas e marés. Os óbitos observados no México estão relacionados a movimentos de massa (deslizamentos de terra) e inundações.



No oceano Atlântico, em 5 de junho houve a primeira tempestade tropical, a Tempestade Tropical Alex que causou mortes e estragos em Cuba. Foram registrados 3 óbitos e ventos de 112 km/h, se aproximando da cota necessária para ser classificado como um furacão. Após atingir Cuba, a Tempestade Tropical Alex chegou à Flórida. Na Flórida, especificamente no Sul do estado, chuvas volumosas foram registradas, em Miami, por exemplo, foram registrados 280 mm, um valor extremamente elevado que apresenta potencial para causar estragos.


tempestade tropical Alex
Alagamentos foram registrados na Flórida após a passagem da tempestade tropical Alex.

Após esse início agitado tanto em número de tempestades quanto em números de mortes e prejuízos, a temporada de furacões apresenta certa "calmaria". Atualmente, no Pacífico leste, apenas a Tempestade Tropical Célia está ativa. Porém, assim como o olho do furacão se posiciona em um local, existe a certeza de que ainda não acabou, pois a tempestade ainda está a caminho. E é o caso da temporada de furacões, que apenas começou. A temporada de furacões vai até o dia 30 de novembro.


tempestade tropical célia
A oeste do México a Tempestade Tropical Célia está ativa, mas diferente de Agatha, Célia não irá fazer landfall e se deslocará para oeste. Fonte: tropicaltidbits.

Existe a expectativa de que essa temporada de furacões seja novamente agitada, com muitas tempestades. Porém, quando será o pico das tempestades? Bem, furacões e tempestades tropicais funcionam como motores, quando há combustível, o motor funciona. O combustível para as tempestades tropicais e furacões é a temperatura da superfície do mar.


Espera-se que o pico da temporada seja próximo do fim do verão e início do outono no Hemisfério Norte. Isso acontecerá porque é durante esse período que são observados o maior aquecimento da superfície do mar pelo sol. Durante esse período, não é incomum que tenhamos várias tempestades ativas simultaneamente.


A La Niña também deverá favorecer as tempestades e furacões. Isso deve ocorrer porque a La Niña provoca o enfraquecimento dos ventos de oeste em altos níveis o que gera menos cisalhamento vertical do vento, outro importante fator na formação de tempestades e furacões.


TSM LA NINA
La Nina e bolhas quentes de temperatura de superfície do mar no Atlântico Norte deverão impulsionar as tempestades. Fonte: tropicaltidbits.