• Davi Moura

Temporais na Argentina avançam em direção ao Sul

Tempo instável dará origem ao ciclone extratropical sobre o Sul do país nas próximas horas. Posteriormente, uma frente fria deve continuar avançando até o Sudeste do país.


chuva acumulada
Mapa da previsão de precipitação acumulada para as próximas 48 horas. Modelo GFS iniciado em 24/11/2021 às 1200 UTC.

Desde o último domingo (21), os modelos meteorológicos estão apontado a formação de um ciclone extratropical sobre parte da região Sul do Brasil. O Tempo e Clima Brasil Meteorologia informou aos seus seguidores e, desde então, passou a monitorar.


A cronologia do evento se iniciou com um sistema de baixa pressão nos médios níveis da troposfera sobre o oceano Pacífico Sul que, ao cruzar a cordilheira dos Andes, induziu a formação de um cavado (área de baixa pressão) sobre a Argentina. Em outras palavras, o processo favoreceu o surgimento de temporais na Argentina.



Dentro de 24h, os temporais que se originaram no interior da Argentina devem alcançar o Rio Grande do Sul e favorecer a formação de um ciclone extratropical. O sistema será alimentado pelos Jatos de Baixos Níveis, que transportam umidade da Amazônia para o centro-sul do país, e pela Corrente de Jato em altos níveis, que favorece a divergência de massa na troposfera superior.


Ventos com velocidade entre 40 e 90 km/h são esperados desde o litoral de Santa Catarina até o litoral gaúcho entre a manhã e a tarde da quinta-feira, dia 25. No oeste dos estados do Sul, o vento deve ser menos intenso, porém com mais chuvas.



É esperado acumulados de precipitação acima de 80 mm no extremo oeste do Rio Grande do Sul, na região do município de São Borja, nas próximas 48 horas. Há possibilidade de ocorrência de precipitação de granizo e descargas elétricas atmosféricas.



A formação do ciclone começará ainda na noite desta quarta-feira (24). Durante a manhã da quinta-feira (25), o sistema deve atravessar o sul do Rio Grande do Sul em direção ao oceano Atlântico Sul, onde deve se desenvolver e a frente fria associada irá avançar por Santa Catarina, Paraná, sudeste do Mato Grosso do Sul e São Paulo.



O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) emitiram alerta de "perigo potencial" e "tempo severo nível 1", respectivamente, para as próximas 24 horas em grande parte da região Sul. É importante ressaltar que não há motivo para pânico. Ciclones extratropicais são extremamente comuns e ocorrem naturalmente sobre a região Sul do país.