• Nicolle Reis

Tornado e chuvas intensas chamam a atenção na Bahia

Fortes temporais acompanhados de grande volume de chuva e descargas elétricas provocaram alagamentos e deixaram famílias desalojadas. Imagens mostram um possível tornado em Camaçari.

Possível formação de um tornado no Morro da Manteiga (Nova Vitória - BA). Imagem: Elton Araújo.

Durante os primeiros dias do mês de novembro, houve a configuração da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), com um posicionamento mais ao norte do que a sua posição climatológica. Este sistema se caracteriza por provocar uma grande convergência de umidade em baixos níveis e favorecer a ocorrência de precipitação na sua região de atuação.


Veja também: "O que é a ZCAS e qual sua influência no Brasil?"


Desde o início de novembro, a ZCAS é o sistema responsável pelas chuvas intensas que vêm sendo registradas no estado da Bahia. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), nestes primeiros dias do mês, os acumulados de chuva já ultrapassaram os 100 mm em vários pontos do estado.



Em Salvador, por exemplo, em apenas dois dias (entre 03 e 05 de novembro) o volume registrado foi de 98,8 mm, valor que representa quase a totalidade de chuva esperada para o mês, que é de 106,6 mm. Em Vitória da Conquista, nos primeiros seis dias do mês já choveu 46% do esperado para o mês inteiro. Já em Feira de Santana, foram 106 mm acumulados em apenas quatro dias, o que equivale a quase o dobro do esperado para todos o mês.



Segundo os registros do EarthNetworks, foram contabilizados mais de 245 mil raios no estado na Bahia durante esse período. Além disso, um morador registrou uma nuvem funil no município de Camaçari, a 50 km da capital, Salvador. Este tipo de nuvem se forma em ambientes de tempo severo e pode levar à ocorrência de tornado quando toca o solo ou tromba d'água quando toca a água.



As fortes chuvas provocaram alagamentos e desabamentos pelo interior da Bahia. No município de Ipiaú, um posto de saúde suspendeu os atendimentos por tempo indeterminado devido a um vazamento de água no telhado.



Na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano, a situação foi ainda mais grave. Na noite de sábado (6) os temporais provocaram alagamento em vários pontos do município e a água invadiu casas, deixando pelo menos 28 famílias desalojadas. A prefeitura decretou situação de emergência e anunciou a suspensão das aulas presenciais nas escolas do Município até a quarta-feira (10).


"A rua completamente alagada. Chuva que a gente nunca viu na nossa vida. Esse é o momento de estar unido, é uma situação difícil. Pode perder móveis, o que for, mas não perde a vida. Estamos firmes", disse um dos moradores.

No bairro Nova Vitória, em Camaçari, um morador gravou de sua residência um vídeo mostrando as ruas alagadas, carros arrastados e até um homem que tentava atravessar e foi arrastado pela água.


Como serão os próximos dias


A previsão é de que a chuva de moderada a intensa continue na maior parte das regiões baianas durante o início da semana. Entre a noite de segunda (8) e a madrugada de terça (9) há risco de novos temporais no centro-oeste do estado. A partir de quarta-feira (10) a tendência é de que o sistema comece a perder força, e a chuva se mantém apenas na região sudoeste da Bahia.