• Gabriela Bittencourt

Imagens da tempestade elétrica durante a erupção no Monte Etna

O vulcão Etna, localizado na ilha de Sicília no sudoeste da Itália, entrou em atividade na última quinta-feira (10) e liberou cinzas a 10 quilômetros no ar acima do nível do mar.

Vulcão Monte Etna
Tempestade vulcânica no Monte Etna. Crédito: Emilio Messina

O vulcão Etna é um dos mais ativos da Europa, e está situado no leste da ilha de Sicília (Itália). É um dos vulcões mais altos do mundo com aproximadamente 3357 metros de altitude no seu pico mais alto, podendo aumentar devido às erupções frequentes que ocorrem na região.



Recentemente, o vulcão Etna entrou em erupção (em julho de 2019) gerando uma densa nuvem de cinzas e fumaça que prejudicou a visibilidade fechando aeroportos na região da Sicília. Geralmente, os danos causados por esse vulcão em constante atividade são mínimos, devido principalmente a grande distância da cratera do vulcão com as cidades habitáveis mais próximas a ele.


No entanto, devido à recente atividade vulcânica e ao fato do vulcão estar localizado numa região densamente povoada, o Etna foi designado como um dos 16 Vulcões da Década pelas Nações Unidas.



Localização vulcão Etna
Localização na Sicília do vulcão Etna

Na noite da última quinta-feira (10) o vulcão entrou em erupção pela primeira vez em 2022. O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) notificou que a erupção não causou grandes estragos e o aeroporto de Catânia próximo ao vulcão não precisou ser fechado.





Atividade elétrica no Monte Etna


A primeira erupção do Etna em 2022 se destacou pelas descargas elétricas que foram observadas durante a erupção. Conforme os registros do INGV a erupção que começou pouco antes da meia noite da quinta-feira (10) durou poucas horas sem grandes danos registrados, porém foi identificado que as cinzas chegaram a 10 quilômetros de altitude acima do nível do mar.



Apesar da erupção não ter causado grandes danos, ela criou uma tempestade vulcânica rara durante a sua ocorrência. Essa tempestade gerou relâmpagos que iluminaram o céu da ilha de Sicília na noite de quinta-feira (10).


Especialistas do INGV informaram que a ocorrência desse tipo de tempestade é rara mas pode ocorrer especialmente em erupções violentas e em vulcões que estão localizados próximos ao mar.

Tempestade de raios monte Etna
Tempestade vulcânica no Monte Etna em dezembro de 2015. Crédito foto: Marco Restivo.

Essas descargas elétricas que causam os raios vêm sendo estudas a algum tempo, após diversos registros desse fenômeno durante grandes erupções, incluindo erupções no monte Etna em 2015 e 2021. Estudos mostram que as tempestades vulcânicas que causam esse fenômeno ocorrem quando as partículas das cinzas vulcânicas colidem entre si, gerando descargas elétricas por cima do vulcão.


O vulcão no Monte Etna é considerado patrimônio mundial da UNESCO devido a sua localização peculiar em uma das maiores montanhas situada numa ilha. É também o 5º vulcão mais ativo do mundo, e apresenta também uma diversidade de ecossistemas ao seu redor.